Pesquisar
Close this search box.

TRABALHANDO AS EMOÇÕES

PEDRO VIRA PORCO ESPINHO

A obra de Janaína Tokitaka conta a história do menino Pedro, um menino comum que vai levando sua vida de criança. Porém, quando algo não acontece conforme o esperado, ele vira porco-espinho. Como assim porco-espinho? A obra usa dessa metáfora para descrever as mudanças de humor e sensações que vivenciamos ao longo da vida. Alguns adultos podem chamar de birra, manha, malcriação, porém a obra nos faz refletir sobre a origem dos sentimentos.

E essa discussão se faz muito importante, principalmente nesses momentos em que estamos vivendo. Muitas crianças não tem o hábito de manifestar seus sentimentos nem falar o que está incomodando e a obra abre um espaço para essa conversa. De onde vêm as emoções? Do que se alimenta a raiva? Por que estamos calmos e de repente não estamos mais?

BNCC

A BNCC, no componente curricular de Ensino Religioso,  propõe o trabalho com as emoções e sentimentos das crianças. O professor deve então oportunizar atividades ou situações onde os alunos irão refletir sobre seus sentimentos frente a diferentes situações. Nesses momentos de fala, a escuta também deverá ser desenvolvida, visto que enquanto uns falam os demais colegas devem escutar com respeito o que os colegas estão verbalizando.

 

COMO DESENVOLVER A ATIVIDADE

Após contar a história, o professor irá fazer com que os alunos reflitam sobre os acontecimentos do texto. Sugiro que os alunos estejam organizados em um grande círculo, onde todos conseguem se ver. Após uma conversa inicial sobre a história e quando os alunos compreenderem a metáfora de “transformar em porco espinho”, o professor irá questionar o que faz com que os alunos se transformem em porco espinho. Nesse momento, o professor deve se despir de qualquer julgamento e respeitar tudo que for dito pelas crianças, tomando sempre o cuidado para não expor sua opinião pelo que a criança estiver dizendo.

Após, o professor apresenta o dados dos sentimentos, um dado com alguns emojis colados. Cada aluno irá jogar o dado e dizer o que o faz sentir conforme o emoji retirado no dado. O professor deve estar preparado para tudo que os alunos forem falando, visto que, caso se sintam seguros, podem trazer situações conflituosas da família.

Para finalizar a atividade, o professor entrega a folha para registro.

SOBRE O ARQUIVO

O arquivo está em formato PDF e pronto para imprimir. Para quem quiser, pode imprimir duas atividades por página. Há essa opção em todas as impressoras atualmente. Também podem ser enviadas como atividade remota.

Lembrando que é PROIBIDO compartilhar as imagens disponíveis desvinculadas deste blog, assim como postar em outras páginas, grupos de Facebook ou Whatsapp. Todas as imagens disponibilizadas aqui são protegidas pela lei dos direitos autorais, de nº 9.610/98 – proibindo cópias ilegais para outros sites, blogs ou redes sociais.

Gostou de algum material que viu por aqui?
Ajude para que mais professores tenham acesso ao meu conteúdo.
Compartilhe o link da postagem.
Deixe também um comentário para eu saber o que você achou dessa postagem.
Além de me deixar muito feliz, seu feedback me mostra que esse tipo de conteúdo pode ser produzido mais vezes.

Picture of Professora Rosane Souza

Professora Rosane Souza

Meu nome é Rosane Souza, responsável pelo Ensinar com Amor. Nesse espaço eu compartilho atividades e dicas para suas aulas de alfabetização. Inspire-se a vontade. É uma alegria ter você aqui!

Facebook
Twitter
LinkedIn
Telegram
Pinterest
WhatsApp

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *